Protimus

Utilizando o GIT para Desenvolvimento

3 posts neste tópico

Utilizando o GIT para Desenvolvimento

 

Neste pequeno guia eu irei ensinar como utilizar o GIT para enviar commits (atualizações) para o Github e poder contribuir com o projeto, com traduções que vocês mesmos podem fazer.

 

1.  Criando sua conta no Github.

Antes de tudo será necessário criar uma conta no Github para isso: https://github.com/join.

O processo é bem intuitivo, basta preencher o formulário e acredito que não seja necessário eu explicar com imagens.  Caso você já tenha sua conta, pode seguir adiante.

 

2. Baixando o GIT.

O Github fornece uma aplicação onde é possível você controlar através de uma UI (interface) os envios, sem a necessidade do uso de comandos, porém vocês são desenvolvedores ou devem virar no futuro, por isso é importante a aprender utilizar os comandos do GIT, coisa que muitos desenvolvedores não fazem.

 

Para começar, baixe o GIT em: https://git-scm.com/download/win

Execute o arquivo baixado e faça a instalação do GIT como padrão, apenas avançando as janelas.

 

3. Utilizando o GIT Bash.

Para clonar um repositório, você precisará utilizar o GIT Bash que nada mais é do que uma janela. Para isso vá no menu iniciar do seu Windows e pesquise por Git Bash. 

 

<jvvJurJ.png

 

Se tudo der certo, você verá uma tela do MINGW como a minha em janela preta do DoS.

 

Yubk4Ol.png

 

4. Criando sua chave pública/privada

O GIT funciona de uma maneira segura com chaves privadas que contém a sua senha e ficam guardadas apenas com você e uma chave pública que você poderá fornecer para alguns repositórios ou sistemas GIT que exigem o uso da mesma, para reconhecer você.

As chaves públicas e privadas geralmente ficam na pasta .ssh dentro da pasta de Documentos do seu usuário do Windows.

 

Para gerar sua chave pública e privada, você deverá digitar o seguinte comando na janela do GIT Bash: ssh-keygen

$ ssh-keygen
Generating public/private rsa key pair.
Enter file in which to save the key (/home/schacon/.ssh/id_rsa):
Created directory '/home/schacon/.ssh'.
Enter passphrase (empty for no passphrase):
Enter same passphrase again:
Your identification has been saved in /home/schacon/.ssh/id_rsa.
Your public key has been saved in /home/schacon/.ssh/id_rsa.pub.
The key fingerprint is:
d0:82:24:8e:d7:f1:bb:9b:33:53:96:93:49:da:9b:e3 [email protected]

Conforme abaixo podemos ver que foi gerada uma chave privada, na qual você colocará sua senha e uma chave pública. Os arquivos são id_rsa para a chave privada e id_rsa.pub para a chave pública. Você pode copiar elas para outros lugares.

Caso você queira saber sua chave pública, basta utilizar o comando:

cat ~/.ssh/id_rsa.pub

 

E copiar os dados apresentados na tela para o repositório que pedir sua chave pública.

 

5. Clonando o repositório do brAthena

Agora que você já tem o seu usuário do Github criado, o GIt instalado e suas chaves, é hora de começar a trabalhar. Para puxar o brAthena para seu computador, no GIT Bash digite o seguinte comando:

$ git clone https://github.com/brAthena/brAthena.git 

Aguarde o processo de download concluir para prosseguir.

 

6. Modificando arquivos.

Entre na pasta que você baixou e faça as modificações que você desejar, lembrando que qualquer alteração feita poderá ser enviada para o GIT. Não há segredo nessa parte, é apenas modificação como você faz normalmente em qualquer pasta ou arquivo.

Depois de fazer todas as alterações, há duas maneiras de adicionar arquivos, uma é adicionando arquivos específicos e outra é adicionando todos os arquivos que você fez modificação na pasta.

 

Primeiro você precisará entrar na pasta do seu projeto e para isso precisará usar o comando:

$ cd C:/...

Complete o ... com o caminho de onde está a pasta do projeto (emulador). Caso ele esteja na pasta de documentos, basta você usar "cd brAthena".

 

Se você quiser que apenas arquivos específicos sejam enviados em sua atualização, utilize o comando:

$ git add nome_do_arquivo.txt 

Se você quiser que todos os arquivos modificados/removidos/adicionados sejam enviados, utilize o comando:

$ git add --all  ou então $ git add * 

 

Com isso você adicionou seus arquivos para o GIT.

 

7. Adicionando uma mensagem de envio (commit)

Você precisará determinar uma mensagem do que fez ou alterou nos arquivos. Para isso é bem simples, você usa o comando abaixo:

$ git commit -m "Minha mensagem aqui"

A mensagem que aparecerá na aba de commits, será a string que você digitar entre aspas.

 

8. Realizando o envio das alterações

Para enviar atualizações você deverá ter acesso de escrita no repositório, por isso apenas Desenvolvedores conseguem fazer isso sem a necessidade de abrir um Pull Request.

Para isso você só precisa utilizar o comando abaixo:

$ git push origin master

 

O comando git push irá mandar as atualizações para a branch master. Lembrando que é possível ter várias branchs que são "versões" de um conjunto de arquivos, onde eu posso fazer uma específica para desenvolvimento e outra para produção. Em um outro Guia eu irei ensinar como funciona o sistema de branchs e explicar sobre como funciona o merge, etc.

 

9. Realizando um Pull Request

Nem tudo está perdido, você conseguirá enviar suas contribuições mesmo sem o acesso de escrita. Para  isso você precisará fazer um Pull Request. Depois do procedimento de envio das alterações serem feitos, você precisará abrir o Pull Request no próprio GitHub.

https://github.com/brAthena/brAthena/pulls

 A imagem abaixo mostra como é feito o processo de envio do Pull Request.

 

push-and-pull.gif

 

 

10. Conclusão + Especificações

Agora você precisará aguardar que um desenvolvedor avalie seu envio para validar o seu Pull Request. Lembrando que caso seu envio não esteja de acordo com a última versão do GIT, você poderá atualizar ela antes com o comando abaixo:

$ git pull

 

 

Para qualquer dúvida comente no tópico. Futuramente faço um outro guia, explicando como utilizar o GIT de forma avançada. Lembrando que você também pode ter seus repositórios privados em sites como o BitBucket e o GitLab.

 

Atenciosamente,

Protimus.

9

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ótimo tutorial, parabéns. Agora já da para enviar as translates do google tradutor para o emulador :v

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, iMihael disse:

Ótimo tutorial, parabéns. Agora já da para enviar as translates do google tradutor para o emulador :v

kkkkk, foda mesmo vai ser se o desenvolvedor aprovar o PR.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora